Braços abertos e resultado

Postado em julho 22nd, 2014

Formatura_web

Profissionais do Grupo São Carlos, familiares e a comunidade comemoraram na última semana, na Câmara Municipal de Esteio, a formatura da segunda turma do projeto social Braços Abertos, que capacitou 12 jovens em situação de vulnerabilidade com o curso de manutenção e instalação de aparelhos de climatização e ventilação industrial. Nessa edição, todos os jovens finalizaram o curso empregados, resultado destacado pelo diretor da empresa e idealizado do projeto, Sérgio Helfensteller.

“Desse grupo ainda sairá engenheiros e técnicos que tanto o Brasil precisa”, avaliou o empresário.

No evento, também foram apresentados os novos 20 participantes da terceira edição do Braços Abertos, que recebeu 222 inscrições de jovens de todas as escolas estaduais de Esteio, Sapucaia e Canoas e seis de Porto Alegre. “Eles já são vencedores por ingressarem no projeto porque o processo seletivo não só é concorrido como exigente, pois, visitamos as residências das famílias desses jovens e explicamos aos familiares a grandeza desta ação”, explicou Helfensteller.

A diretora do SENAI (parceiro do projeto), Suzana Sartori, apresentou dados de uma pesquisa da CNI (Confederação Nacional da Indústria), que aponta que 69% das empresas brasileiras têm dificuldade com mão de obra. “Este é um momento em que entregamos parte do conhecimento e instrumentos para a formação de novos profissionais”.

Ao final, o vereador de Esteio Rafael Figliero também reforçou a grande queixa das empresas da região quanto à falta de capacitação profissional e, em nome da Câmara, expressou a satisfação pela responsabilidade social do Grupo São Carlos.

Sobre o Braços Abertos

Intitulado “Mecânico de manutenção e instalação de aparelhos de refrigeração, climatização e ventilação industrial”, o curso de 800 horas prepara o aluno para projetar ou realizar manutenção em equipamentos de climatização no setor industrial. Com aulas à tarde, de segunda a sexta, os jovens também aprendem conteúdos complementares, como segurança, assiduidade, responsabilidade, técnicas para pesquisa e resolução de problemas, e valores como cooperação e disciplina. O projeto foi criado pelo Grupo São Carlos, em parceria com o SENAI, e contou com quatro empresas nessa edição: Aeroduto, Refrimak, Armax e Klift.